top of page

LEIA

6 de mai. de 2023

Liverpool x Inglaterra: por que os Reds odeiam o próprio país

A torcida do Liverpool vaiou de novo o hino nacional e mostrou para todo mundo uma grande mágoa com o governo inglês.

por

Artur Magalhães | Fernanda Lima

O ESTÁDIO MAIS H0STIL DO BRASIL SE CHAMA SÃO JANUÁRIO?
01:42
COMO ESSA TORCIDA INC3NDIOU O ESTÁDIO DO RIVAL
03:36
VOCÊ LEMBRA A HISTÓRIA DESSE TÍTULO QUASE IMPOSSÍVEL NA EURO?
04:14
POR QUE AINDA EXISTEM ESTADUAIS NO BRASIL
06:30
POR QUE ESSA ATITUDE DO KLOPP DEIXOU TODO MUNDO EMOCIONADO
03:52
ESSA TR3TA DO MESSI QUASE ACABOU COM UM SUPER TIME DO BARCELONA
04:06
QUE P#RRA TÁ ACONTECENDO COM A SELEÇÃO BRASILEIRA?
05:41
VOCÊ LEMBRA DESSAS TRETAS MARCANTES ENTRES IRMÃOS?
13:02
ESSAS SÃO AS VINGANÇAS MAIS ICÔNICAS DO FUTEBOL?
09:24
QUE P#RRA TÁ ACONTECENDO COM O SANTA CRUZ?
04:44
FOI ASSIM QUE ESSA TRANSMISSÃO ENGANOU DUAS TORCIDAS
04:37
É POR ISSO QUE O SÃO PAULO TÁ SENDO CHAMADO DE 'O MAIS POPULAR'
13:27

Na rodada 35 da Premier League, em confronto contra o Brentford em Anfield, os torcedores do Liverpool vaiaram o hino nacional no dia da coroação do Rei Charles. Meses antes, quando a então rainha Elizabeth II morreu, o clube foi o último da liga a manifestar seu luto pela monarca - e para muitos torcedores os Reds nem deveriam ter se dado ao trabalho. Todo esse ressentimento vem de uma briga histórica entre os moradores da cidade e o governo.


A cidade de Liverpool está situada ao norte da Inglaterra, bem afastada de Londres, sua rica capital. A formação da cidade tem grande influência social e cultural dos imigrantes, principalmente os irlandeses, tornando Liverpool conhecida como a segunda capital da Irlanda. É importante ressaltar que a maioria desses imigrantes chegou para trabalhar nas várias fábricas locais.


MAPA DA INGLATERRA. AO NORTE, LIVERPOOL. GOOGLE


Essa cena transformou a cidade em um polo de muitos eventos envolvendo uma ativa classe trabalhadora, e toda essa diferença histórica faz com que os seus moradores sejam vistos quase como estrangeiros pelos ingleses do sul.

Isso, é claro, respingou no futebol e no maior clube local: o Liverpool FC.


Os Reds constantemente se manifestam contra as políticas britânicas, acusando os primeiros ministros de privilegiarem o sul do país em detrimento do norte no que se refere aos investimentos em questões econômicas, políticas, sociais e culturais.


TORCEDOR DO LIVERPOOL LEVANTA CARTAZ COM A FOTO DO KENNY DALGLISH E A FRASE "APENAS UM REI". GETTY IMAGE


Contra a histórica Margareth Thatcher, que acabou com muitos direitos dos trabalhadores das indústrias, pintou os operários como o grande problema da Inglaterra e contribuiu para a marginalização dos torcedores depois da Tragédia de Hillsborough, a revolta foi tão grande que no dia da sua morte não foram poucas as mensagens póstumas para a Dama de Ferro em Anfield.


Por tudo isso, a torcida do Liverpool odeia os representantes do sistema político britânico, e é muito comum ver os torcedores vaiando o hino durante seus jogos, além de trocar o famoso lema "God Save The Queen" ("Deus salve a Rainha") por "God Save our Team" ("Deus salve o nosso time").


Uma dos principais nomes do clube nos últimos anos, o técnico Jürgen Klopp foi perguntado sobre a manifestação dos torcedores:


“Eles não teriam feito isso se não houvesse uma razão. Provavelmente é uma questão histórica e essa é uma pergunta pra vocês (jornalistas) responderem melhor que eu”.

Também explicamos essa história em um episódio do Radar PELEJA, assista:


https://youtu.be/xkjypXs0TvI?si=8N2K5AvIObgE0XjQ


O sentimento de pertencimento de um povo é algo muito complexo, e o futebol é um fenômeno que vai muito além das quatro linhas, misturando-se, vez ou outra, com religião, cultura, história e política.

ASSISTA

bottom of page