top of page

LEIA

6 de out. de 2023

Esse clube das Ilhas Faroe está fazendo história em uma competição europeia

O Kí Klaksvík é de uma cidade de 5 mil habitantes localizada ao norte do Oceano Atlântico, dependente da Dinamarca e que sobrevive da indústria de pesca.

por

Cinthia Guimarães

É POR ISSO QUE O KROSS NUNCA MUDA DE CHUTEIRA
04:37
POR QUE AUTORIDADES SUGEREM M4C0NHA EM VEZ DE ÁLCO0L NA EURO 2024
03:02
ESSA FOI A HOMENAGEM MAIS EMOCIONANTE DO FUTEBOL EM VIDA
04:22
É POR ISSO QUE ESTÃO QUERENDO ACABAR COM O VAR NA INGLATERRA
05:09
POR QUE ESSES JOGADORES FRANCESES ODEIAM A EXTR3MA DIREITA
04:12
POR QUE ESSE GESTO DA TURQUIA NA EURO É TÃO POLÊMICO
06:54
POR QUE OS TORCEDORES JOVENS DA INGLATERRA ESTÃO VICIADOS EM PORR4DA
09:43
POR QUE O MORATA É TÃO CRITICADO NA ESPANHA
06:17
ESSA FOI A COPA AMÉRICA MAIS DESASTROSA DA HISTÓRIA
05:04
O ESTÁDIO MAIS H0STIL DO BRASIL SE CHAMA SÃO JANUÁRIO?
01:42
COMO ESSA TORCIDA INC3NDIOU O ESTÁDIO DO RIVAL
03:36
VOCÊ LEMBRA A HISTÓRIA DESSE TÍTULO QUASE IMPOSSÍVEL NA EURO?
04:14

Uma cidade pouco conhecida tem chamado atenção no futebol europeu nesta temporada. Com cerca de 5 mil habitantes e em um arquipélago ao norte do Oceano Atlântico, Klaksvík se localiza nas Ilhas Faroe - território pertencente à Dinamarca e que tem 779 ilhas. Ela é a segunda maior cidade do arquipélago e é conhecida pela grande indústria pesqueira, além de ser um importante centro cultural, com o futebol sendo fator de conexão com a comunidade local.


Apesar de não ser considerado um país, as Ilhas Faroe conseguiram uma filiação à FIFA em 1988 e, desde então, tentam participar de competições importantes - o que é dificultado pelas temperaturas e pela população reduzida.


VISTA DO ESTÁDIO DO KÍ KLAKSVÍK. FOTO: BBC

Entretanto, desde 2002 um investimento de mais de 51 milhões de euros foi feito em construções de estádio, centros de treinamento e investimentos na base, além de incentivos à prática esportiva - em 2018 ainda foi anunciado cerca de 55 milhões de euros para o esporte até 2025, financiado de forma autônoma pelas Ilhas.


Um trabalho de anos que mostrou seus resultados nesta temporada com o KÍ Klaksvík, um dos maiores clubes do território e o primeiro a disputar a fase de grupos de uma competição da UEFA. Fundado em 1904, o Klaksvíkar Ítróttarfelag, ou KÍ, soma 20 títulos de campeonatos nacionais e outros 6 de copas.


JOGADORES DO KÍ KLAKSVÍK COMEMORANDO DEPOIS DE VITÓRIA. FOTO: REPRODUÇÃO

Atualmente, o time tem uma média de idade de aproximadamente 25 anos e atletas que não têm o futebol como seu único trabalho - muitos deles são eletricistas, vendedores e, principalmente, trabalhadores da indústria pesqueira. Mesmo assim, a equipe conseguiu chegar à Conference League depois de uma campanha impressionante.


Campeão do campeonato nacional em 2022, o Kí conseguiu acesso às fases preliminares da Champions League, eliminando o tradicional clube húngaro Ferencvaros e o sueco Hacken no caminho; na terceira fase, perdeu para o Molde, da Noruega, e foi eliminado, mas garantiu a histórica vaga na Conference League.


JOGADORES DO KÍ KLAKSVÍK APÓS CLASSIFICAÇÃO. FOTO: REPRODUÇÃO

Na segunda rodada do torneio, o clube empatou em casa - um estádio com capacidade para 6,500 pessoas - com o tradicional Lille, da França, e fez ainda mais história ao conseguir o seu primeiro ponto na competição.


ASSISTA

bottom of page